Only Darkness
Seja bem vindo, se você já é cadastrado faça o login para acessar o fórum, caso contrário registre-se!
Últimos assuntos
» 2014
Dom 5 Jan 2014 - 19:07 por AndBecker

» Chat: E ae galera, como vão?
Qua 16 Out 2013 - 19:13 por Anjjeperura

» Espadas, Honra e Sangue - Canto I de Allen
Sex 6 Set 2013 - 18:16 por Rolador de Dados

» A investida do leão - Canto I de Daewron
Qua 28 Ago 2013 - 0:22 por Miac

» Canto II - Vous pouvez ne pas aimer l'avenir
Sex 28 Jun 2013 - 10:35 por Stian

» Capítulo 2 - Ato II - The Choice
Qui 27 Jun 2013 - 18:51 por Oliveira

» Canto II - Le ciel noirci
Qui 27 Jun 2013 - 10:27 por Anjjeperura

» Canto II - Ma faim suce votre vie
Qui 27 Jun 2013 - 9:37 por Miac

» Canto II - La tête du corbeau
Qua 26 Jun 2013 - 18:29 por Danto

» Capítulo 3 - Ato III - Numb
Sab 15 Jun 2013 - 10:21 por Miac

» ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ Segredos do Avatar. ─
Sex 14 Jun 2013 - 1:57 por Danto

» ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ Despertando Através do Oculto. ─
Seg 10 Jun 2013 - 17:57 por Anjjeperura


Canto I - Stephan Schneider

Ir em baixo

Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Danto em Seg 22 Abr 2013 - 21:05



Paris, 12 de Março de 2012. Batignolles-Monceau, décimo-sétimo arrondissement. Splendid Etoile.



Stephan estava entre os vários outros cainitas estrangeiros que se estabeleceram recentemente na cidade. O mesmo tinha pleno conhecimento disso, afinal, até mesmo o primógeno Brujah local não era um grande veterano da cidade. E a presença deste era muito bem vista por todos os outros de seu clã, ao ponde de, poucos se referirem ao mesmo como "O antigo principe de Berlim", mas sim como "O primógeno de Paris". Mas a função de Stephan não era assim tão política quanto a de seu antigo príncipe, a sua função seria a de liderar um grupo de caça especial. Grupo este que ainda permanecia completamente desconhecido pelo seu futuro líder... Ao menos era assim que as coisas estavam até o inicio da noite do dia doze de março, o vigésimo primeiro dia de Stephan em solo frances. O gigante Brujah foi acordado com o som da campainha de seu quarto de hotel, algo inédito até então. Os contatos realizados com o seu antigo principe foram todos no Elísio do décimo sétimo distrito. Assim como a sua própria apresentação ao Príncipe... Então, porque diabos alguém estaria tocando exatamente à sua porta. E para a maior surpresa do enorme brutamontes, assim que o próprio Brujah adentrou a sala para alcançar a porta, a mesma já estava aberta. Parado atrás da mesma estava um homem de jaqueta de couro e um sorriso de meia boca na face. E quase que de imediato o estranho respondeu em um alemão carregado pelo sotaque frânces:
-Boa noite!

Off: Imagem do sujeito à porta
Spoiler:



Última edição por Danto em Dom 19 Maio 2013 - 15:04, editado 2 vez(es)

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Stian em Seg 22 Abr 2013 - 21:15

Um tanto surpreso pela "invasão" de seu modesto e pacato refúgio, Stephan caminhou lentamente até a porta, tendo visto que o homem já havia aberto a mesma, exclamou em tom de irritação:

- Porra, quem diabos você pensa que é pra abrir a merda da porta assim? Fala de uma vez, senão vai sair pela janela!

Ele pronunciou as palavras em um alemão forte e sujo, possivelmente advindo dos tempos em que as vielas de Hamburgo eram chamadas de casa pelo Brujah. Ele como sempre ostatentava o porte avantajado e ameaçador.
Stian
Stian
Narrador
Narrador

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/03/2011
Idade : 28
Localização : Esteio - RS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Danto em Ter 23 Abr 2013 - 19:50

O estranho permanece em silêncio enquanto o enorme alemão se pronuncia com a agressividade que lhe é nativa, com uma face de indiferença, como se não fosse capaz de compreender nenhuma única palavra. Logo, o sujeito levou uma mão à testa, abaixando levemente a cabeça e espremendo os olhos, em um ato de concentração exótica. Para enfim responder em francês carregado de um sotaque armenico:
-Entendi perfeitamente a parte em que você menciona janela, logo, presumo que não fui previamente apresentado e isso...sinceramente era algo que eu não esperava. Aliás, Burton é meu nome, meu sobrenome na realidade. Meu nome é Gerrad, logo, sou Gerrad Burton. Membro da oitava geração dos filhos da lua, herdeiro do sangue de Malkav... Desculpe-me pela invasão! Afinal, eu sou um dos membros do clube de caça classudo montado pelo Príncipe local. Me passaram seu endereço, presumi logo que tudo estava acertado. Esses costumes franceses ainda me são estranhos. Você é o Senhor Stephan Schneider, correto?

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Stian em Ter 23 Abr 2013 - 20:42

Apesar da apresentação do estranho homem, agora conhecido como Gerrad, o alemão não havia se acalmado, caminhou de um lado para o outro encarando o cainita que adentrou seu refúgio temporário, com um francês carregado de um sotaque alemão muito forte, chegando a cuspir algumas palavras claramente, Stephan disse:

- Eu disse que ia lhe jogar pela janela, o problema é, ainda estou tentado.

Irritado ele churou o criado-mudo, fazendo o objeto em pedaços, logo depois tornou a falar sem esperar a réplica do estranho homem:

- Eu não fui informado dos nomes de nenhum filho da puta que entraria no suposto grupo que o merda do Didieu arranjou pra mim, me fale sobre esse grupo ou então voltarei a pensar em você voando pela janela...
Stian
Stian
Narrador
Narrador

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/03/2011
Idade : 28
Localização : Esteio - RS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Danto em Ter 23 Abr 2013 - 21:11

-Didieu!? Ah! Claro o primógeno Brujah! Claro, sim... Jogar pela janela!? Calma meu senhor, não haverá necessidade para tal. Bom, vou lhe dizer o pouco que sei sobre o assunto. Cada pessoa de confiança do Príncipe está trazendo um membro confiável do exterior, para construir uma espécie de "Tropa de Elite". Dizem que o Príncipe teme uma grande rebelião generalizada e nós seriamos o seu trunfo, compreende? Totalizamos seis membros, você é o líder, eu sou o...Gerrard. Os outros devem chegar ainda hoje, neste endereço. Porque não te avisaram nada?
O já não mais tão desconhecido cainita agora coçava a nuca, parecendo tão confuso e surpreso com a situação quanto o próprio Brujah sentiu-se nos segundos inicias, antes de tudo se transformar em uma irritação preocupante.

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Stian em Ter 23 Abr 2013 - 21:20

- Por que diabos ninguem me disse nada disso? O Didieu me paga, filho da puta metido!

A irritação aumentava, e Stephan tentava soltar o "stress" nos objetos antes que espancasse o tal Gerrard, por isso tratou de dar um forte chute na cama, praticamente quebrando-a ao meio.

- Somos seis? Caralho, pensei que fosse menos gente! Seremos seis loucos às ordens do Princípe, vamos ter que manter os cães longe das canelas dele então! Quem são os outros? Todos virão esta noite?

Stephan caminhou pela primeira vez em direção ao Malkaviano, se necessário pegaria-o pelos colarinhos.
Stian
Stian
Narrador
Narrador

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/03/2011
Idade : 28
Localização : Esteio - RS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Danto em Qua 24 Abr 2013 - 20:44

O "invasor" fazia caretas a cada objeto que era esmagado pela força do brutamontes. Logo em seguida, ao notar a aproximação do Brujah, o malkaviano levantou os braços em uma posição universal de "não foi eu" e olhou em volta, deixando um pequeno sorriso escapar pelo canto da boca.
-Olha, desculpa mesmo... Mas acho que as visitas já vão começar a chegar viu. Olha lá, tem uns carros diferentes dos residentes locais estacioando nas proximidades.
Como diabos ele saberia quais carros estavam ali normalmente? Foi a primeira coisa que correu pela cabeça de Stephan. Mas logo em seguida veio uma justificava compreensível: Auspícius. O clã malkaviano era um público usuário desta disciplina que ia muito além das alterações de percepções mortais. Chegando até o dom de pequenas previsões do futuro ou passado. E foi assim, com Stephan já próximo o suficiente para agarrar o colarinho de Gerrard que o segundo visitando apareceu na porta, que ainda continuava aberta.
-Gerrard seu tremendo idiota retardado, porque não esperou por todos nós no maldito local de encontro. E porque caralhos você veio direto e sem aviso algum na casa dele? Deveriamos nos reunir e só na próxima noite, após a notificação, vir para a casa de Stephan! Seu anormal!
Urrou o homem com uma revolta incontestável, mas sem ainda adentrar na sua "casa". Logo em seguida Gerrard olhou para ele e sorriu de forma inocente.
-Mas Mathias, se nós ficassemos no local de encontro, eles saberiam que estariamos lá. Se eles nos encontrassem, estariamos fudidos!

Spoiler:

Imagem de "Mathias"


Última edição por Danto em Qui 25 Abr 2013 - 21:05, editado 1 vez(es)

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Stian em Qui 25 Abr 2013 - 20:51

- Já chega dessa merda! Acabou a palhaçada...

Disse o Brujah totalmente enfurecido, seu punho imenso colidiu com a parede próxima a porta e também a Gerrard, talvez ele tenha calculado a força para que não houvesse tantos danos assim a propriedade que não era dele, ou talvez não...

- Como assim local de encontro? Seus merdas, vocês já tem um monte de planos e eu vou cair de para-quedas no meio dessa suruba! E quem diabos é você, caralho? E de quem estão se escondendo?


Stephan olhava com o olhar insandescido para os dois outros cainitas, faria-os em pedaços caso a ira lhe subisse a cabeça, ele estava mais irritado pelo fato de não ter as mesmas informações que os demais, pois em sua estadia na América, aprendeu que as informações muitas vezes são mais valiosas que simples força bruta.
Stian
Stian
Narrador
Narrador

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/03/2011
Idade : 28
Localização : Esteio - RS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Danto em Qui 25 Abr 2013 - 21:12

-Seus merda?! Você perdeu a noção seu Brujah...
Mathias começou a fala logo em seguida, com uma raiva e força que não deixariam à desejar se comparados ao próprio Stephan. Seu franceses era rápido, sem tropeços, mas carregado com alguns traços interioranos. Mas logo em seguida, o malkaviano interveio com palavras que surpreenderiam aos dois guerreiros no local.
-Ofenças, ofenças. Isso aqui está mais rídiculo do Lyon contra PSG! Olha só, deixe-me dizer logo. Sim tinhamos alguns combinados, você foi o último a ser acionado. E a culpa não é de ninguem, o fato é, marcamos um local de reunião para esta noite. Deveriamos nos reunir, ligar para seu superior e checar se o encontro poderia acontecer esta noite. Entretanto. Parem de se chamar de merda, depois eu que sou louco! Se eu deixasse que a reunião acontecesse, não haveria mais nenhum grupo de caça à ser criado! Quando eu falo neles, eu não estou inventando qualquer tipo de merda esquisofrência seus pretenciosos, eles realmente descobriram! Existe alguem vendendo informações e o improviso foi necessário...Agora, vamos acalmar os ânimos. Eu sei que vocês dois são fortes e excelentes no combate, mas por favor, a compreensão dos fatos fica sob minha responsabilidade okay?! Desculpe-me Senhor Shneider. Eu acabei cometendo algumas faltas de educação, mas não destrua a propriedade do Príncipe. Ele pode arrancar teus bagos por isso... Eu sou o Gerrad. Malkaviano de oitava geração, nascido em Milão. Este é Mathias, Gangrel nativo da gália. Nona geração, se não me engano. Poderemos começar a conversar agora, senhores?

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Stian em Qui 25 Abr 2013 - 21:25

- Hunpff!

Este foi o único som emitido pelo Brujah, a face ainda demonstrava o aborrecimento, por pouco ele não teve que dar uns sopaposno tal Mathias, onde já se viu meter-se assim com alguém que ele mesmo não conhece, há não ser que conheça ou tenha estudado sobre!

A face de Stephan tornou-se séria e sombria, com a cabeça em pé, como sempre, ele fez uma menção com o enorme braço para que os dois entrassem, mas nada mais amistoso que isto, por fim disse.

- Já estão dentro mesmo, eu diria para se sentarem, mas como podem ver, eu acordei de mau-humor hoje. Me contem tudo, qual a motivação deste bando, quem mais deverá aparecer aqui falando besteiras. Ainda colocarei mais duas coisas, primeiro, não me importo com o Príncipe, na época em que Didieu era Príncipe a coisa era muito mais séria e, segundo, me apresentaria, mas pelo que me parece conhecem mais de mim do que eu mesmo...
Stian
Stian
Narrador
Narrador

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/03/2011
Idade : 28
Localização : Esteio - RS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Danto em Sab 27 Abr 2013 - 16:24

-Você deveria se preocupar com o Príncipe, senhor Schneider...
Começou a falar Gerrad, caminhando pela sala enquanto aparentava procurar um local para sentar. Indo até a cozinha e retornando com um banquinho que não deveria ter maiores utilidades do que "subir para alcançar o armário", ato complementamente desconhecido pelo gigante brujah, mas fácil de se deduzir porque qualquer um. Mathias por outro lado, permanecia em silêncio, deixando o Malkaviano se pronunciar. Gerrard colocou o banco no centro, quase exato, da sala e sentou-se.
-Primeiro. Eu sou o único que fala besteiras... A resposta para a sua dúvida é simples. Sabá, Anarquismo e Inconnum. Os dois primeiros eu presuponho que você conheça, mas o terceiro é o real motivo da preocupação do Príncipe. Não que ele seja imbecíl o suficiente de nos mandar matar os membros do Inconnum, muito pelo contrário, ele precisa de uma equipe capaz de ações estratégicas delicadas e essenciais, onde a falha não pode ser cogitada. Recenetemente o Sabá recebeu auxílios preocupantes, assim como os independentes... Aliás, após a quebra da maldição Assamitas, as coisas não tem parecido assim mais tão seguras.
Gerrad fez uma pausa e olhou ao redor, desenhando um pequeno sorriso no rosto.
-O Principe teme uma nova noite de São Bartolomeu...conhece sobre esssa ocasião?! Aliás, acho melhor esperamos os demais... Afinal eu sou o único nativo da região mesmo!

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Stian em Sab 27 Abr 2013 - 16:36

- São sempre os mesmos filhos da puta, os anarquistas e os pirados do Sabá. Espero que o Príncipe não pense que lidarei com qualquer Membro do Inconnum, esses merdas são perigosos, muitos deles ajudaram a pregar o tal Cristo naquela cruz de madeira... Auxílios? Que auxilios que os retardados sádicos receberam?

Stephan permaneceu de pé, recostou-se sobre a parede que havia socado, relutou inicialmente pensando que a mesma cederia por causa de seu peso e também devido ao dano causado pelo punho do Brujah, mas ela rangeu e aguentou.

- Noite de São Bartolomeu? Nunca ouvi falar nisso, do que se trata? Alguma grande suruba que ocorreu na cidade, daí o Príncipe não gostou?
Stian
Stian
Narrador
Narrador

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/03/2011
Idade : 28
Localização : Esteio - RS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Danto em Sab 27 Abr 2013 - 17:14

-Um massacre ocorrido na época da baixa idade das trevas, onde mortais e cainitas, totalizando noventa porcento da população de Paris da época. Todos foram dilacerados, esquartejados e devorados por criaturas... E pela "santa" inquisição.
Responde prontamente o próprio Gerrad. A informação parecia incomodar bastante o Gangrel, que agora, caminhava de um lado para o outro no apartamento, sempre próximo da janela e olhando para o lado de fora, como se estivesse aguardando bastante pela presença de alguém.
-Mas veja só, alemão...O povo tá chegando. Vai ser mó saco, ódeio apresentações. Ainda acho que todos deveriam andar com placas...
Gerrad se colocava de pé, simplesmente do nada, batendo continencia e aguardando por algo ou alguém.

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Stian em Sab 27 Abr 2013 - 17:19

- 90%? Caralho! Hummm, a Inquisição era um pé no saco mesmo. Sempre se metendo onde não de ser chamada...ainda bem que não vemos mais eles por aí...Mas, criaturas? Que tipo de criaturas?

Stephan deixou a pergunta no ar quando o tal Mathias começou a ficar nervoso, caminhando de um lado para o outro e ainda mais quanod o Malkaviano levantou-se e avisou diretamente que alguém se aproximava.

"Pronto, mais um puto".

Pensou o Brujah.
Stian
Stian
Narrador
Narrador

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/03/2011
Idade : 28
Localização : Esteio - RS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Danto em Sab 27 Abr 2013 - 17:40

Mesmo com a porta entre-aberta, o som de alguém batendo sutilmente na mesma chamou a atenção de Stephan. Afinal, os dois primeiros haviam sido potencialmente ignorantes e "nonsense". Esse terceiro visitante parecia ser algum cainita muito diferente dos demais. E a intuição do brujah não poderia estar mais precisa em sua dedução, a porta foi sutilmente aberta, revelando a imagem de uma mulher de longos e negros cabelos lisos, uma pele incrivelmente branca e olhos de um azul claríssimo. Suas roupas eram feitas de cortes precisos e sob medida, os demais detalhes não significavam muito para o Brujah. Enquanto sua estatura reduzida, algo em torno de um metro e meio, surpreendeu bastante o Brujah.
Gerrad em contra-partida permanecia "em posição de sentido", já Mathias olhou para a mulher como se não tivesse a menor ideia de quem era a tal visitante.
-Boa noite senhores, me perguntei, porque a porta estaria aberta. Mas prejulgo que Gerrad tenha sido o primeiro à chegar e isso certamente pode ter levado as coisas à uma péssima situação... Eu avisei a ti Gerrad, nenhum membro do grupo é familiarizado com os demais, apenas você conhece à todos, afinal, foi você que nos escolheu.
A mulher direcionou-se então à Stephan, ainda mantendo-se à porta e não adentrando ao local, fazendo uma pequena mesura que não significou muito para o Brujah e muito menos para o Gangrel.
-Posso? Aliás, perdoe-me, meu nome é Brigette Davidovic.
Gerrad em contrapartida reagiu rápidamente e murmurou para que Stephan fosse capaz de entender.
-Ela tá pedindo pemissão para entrar cara...permita...

Spoiler:

Senhorita Brigette Davidovici

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Stian em Sab 27 Abr 2013 - 17:48

"Eu pensava que hobbits eram só ficção....esse maluco escolheu todos? Como assim?"

Os pensamentos do gigante por pouco deixaram escapar o pedido da tal Brigette, e por um instante ele pensou naquela permissão que teria que ser dada, seus pensamentos voaram longe, próximo ao pessoal que adora os Carpátos, mas sem hesitar e querendo não perder tempo fez um movimento com a mão para que a mesma adentrasse o já pequeno apartamento do Brujah.

- Finalmente alguém que tem educação nessa porra! Deviam aprender com ela, na próxima vez que entrarem sem bater, eu empalo vocês dois.

Disse o enorme gigante apontando inicialmente para o Gangrel e por fim para o Malkaviano. Sem esperar resposta, continuou em direção a Gerrard:

- Você os escolheu? Comece a falar cara.
Stian
Stian
Narrador
Narrador

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/03/2011
Idade : 28
Localização : Esteio - RS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Danto em Seg 29 Abr 2013 - 15:56

Mathias, o Gangrel, fechou a face quando escutou as palavras de Stephan. Já era muito clara a dificil relação que seria estabelecida entre ambos. Ao mesmo tempo, a mulher ascenava gentilmente com a cabeça e só então, começou a caminhar para dentro do apartamento e fazendo questão de fechar a porta em seguida. Gerrad sorria de forma infantil e balançou a cabeça positivamente.
-Tem razão, é culpa minha mesmo. Eu recebi a tarefa de reunir o bando, na intenção de proteger o Príncipe de Paris. Mas a ordem não veio dele, veio de cima...A ordem veio do Justicar de meu clã. Aliás, tem certeza que você quer ouvir tudo que eu tenho pra falar?
Brigette comenta na sequência, em um tom calmo e educado.
-Como você não se deu ao trabalho de avisar aos demais, Gerrad, eu os avisei a cerca do cancelamento desta reunião inicial. Logo, seremos apenas nós nesta noite... Ao menos que vocês pretendam tentar reunir todos novamentem em um local mais seguro.

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Stian em Seg 29 Abr 2013 - 17:21

- Como assim? Espera aí baixinha, quer dizer que aqui não é seguro? Quem diabos pensaria em me atacar abertamente? Somente alguém do clã dele (apontando para Gerrard), sem ofensas cara.

Stephan estava perturbado com aquilo tudo, tanta gente nova ao mesmo tempo, tantos rostos diferentes, tantas personalidades diferentes, era uma alegoria de pessoas em um bando e o pior, haviam mais membros.

Com a enorme mão sobre os olhos, e balançando a cabeça negativamente ele continuou:

- Façamos o seguinte, nós quatro vamos para algum local que seja seguro então, já que estão me dizendo que aqui não é, mesmo que eu discorde. Porém, antes disso, quero saber a especialidade de cada um, afinal, não foram escolhidos a toa. Fale Gerrard.
Stian
Stian
Narrador
Narrador

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/03/2011
Idade : 28
Localização : Esteio - RS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Danto em Qui 2 Maio 2013 - 17:56

-A primeira coisa que posso lhe assegurar, gigante, é que existem cainitas locais muito mais poderosos que todo nosso futuro grupo junto, logo, não se assuste com investidas frontais e inesperadas. Paris não é tão bela assim para os cainitas.

O Gangrel começou a caminhar na direção da saída do local e respondeu de forma breve e seca, antes de sair do apartamento.
-Vou encontrar uma rota segura, enquanto isso, vocês entrem no carro eu os encontro lá em baixo.
Gerrad olhou para você e sorriu de forma empolgada, respondendo prontamente a sua frase.
-Eu sou o guru e melhor piloto de nascar do mundo, Mathias o caçador, Davidovic é a inquisidora, você é o grandalhão, Ian é o espião e Alestra é a demolidora! Um grupo fechadinho!

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Stian em Qui 2 Maio 2013 - 22:24

- Tá certo, tá certo. E quanto eu ganho meu morfador...?

O ancillae deixou a pergunta no ar, por alguma razão não gostava do tal Mathias, embora ele parecesse durão, em contrapartida, quase deixou escapar uma risada quando ouviu falar que a pequenina havia sido chamada de inquisidora, mais que tudo ele acreditava nas aparências.

- Já enfrentei algumas coisas horrendas na América, anciões metidos em seus tronos reais, infelizmente não me põem medo. Mas então, Gerrard (forçando muito o RRRRR), para onde vamos e onde estão os demais?

Stian
Stian
Narrador
Narrador

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/03/2011
Idade : 28
Localização : Esteio - RS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Danto em Sex 3 Maio 2013 - 16:07

-Morfador? Só quando encontramos com Zordon...que perguntinha mais infeliz!
Resmungou Gerrad, saltando do banco onde estava sentando e caminhando rápidamente para a saída do apartamento. Em poucos segundos, restaram apenas Stephan e a pequena Senhorita Davidovic. Esta que permanecia em silêncio e inexpressiva durante todo o encontro, olhou diretamente para o gigantesco Brujah e falou novamente:
-Fico surpresa com as suas atitudes, os seus irmãos atuais de família não tendem a buscar explicações. Iremos para uma das areas sob o domínio do Xerife local, mais especificamente, estamos indo para o pub que o Gerrad possui. Mas não se preocupe, nenhum de nós possui informações sobre a missão ou qualquer outra coisa, o pouco que sabemos, foram as informações que o próprio Gerrad nos passou nos breves contatos que já tivemos com o mesmo. Sendo assim, meu caro Senhor Schneider. Vamos?

Off: última ação do Canto.


Última edição por Danto em Seg 6 Maio 2013 - 21:17, editado 1 vez(es)

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Stian em Sex 3 Maio 2013 - 16:13

- Em um instante estarei pronto.

Respondeu o enorme Brujah, com sua voz trovejante e desta vez nada sarcástica. Caminhou lentamente até o cabideiro que segurava seu enorme sobretudo e o colocou, nunca saia sem estar com ele, tinha alguma relação entre sorte e costumes antigos, ninguem a não ser o próprio poderia explicar aqui. Talvez fosse pelo menos motivo que o mesmo possuia uma estaca oculta em um bolso interno, mas facilmente acessível ao cainita.

- Depois de você Srta.


Pela primeira vez naquela noite, não foi um ogro como sempre. Após a saída de sua nova companheira, fechou a porta com um estrondo enorme e a trancou, a chave foi para dentro do coturno que utilizava.
Stian
Stian
Narrador
Narrador

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/03/2011
Idade : 28
Localização : Esteio - RS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Danto em Seg 6 Maio 2013 - 21:21

A pequena senhorita Brigette seguiu à frente de Schneider até ambos alcançarem as ruas novamente. Lá, encima da calçada e do outro lado da rua, Gerrard já estava no aguardo. O homem exótico ascenou de forma incomum e bem descontrolada ao vê-los e sorriu, apontando para um SUV preto que se aproximava do "casal". Na sequência, o próprio Gerrard atravessou a rua à passos largos e aguardou no meio da mesma a passagem da SUV. O carro apenas estacionou na frente do "casal", equanto Gerrard se aproximou em uma correria incompreensível. A janela do SUV se abriu e revelou Mathias ao volante.
-Entrem, vamos ao tal local...
Resmundou o Gangrel, Gerrad se esforçou até conseguir "invadir" a porta do carona e sentou-se empolgadíssimo na poltrona do carro. Enquanto isso, o enorme Brujah e a pequena senhorita entravam sem pressa no veículo. Segundos depois o SUV estava em movimento pelas organizadas e bem planejadas ruas de Paris.

Off: Final do Canto. Confira teu xp!

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - Stephan Schneider

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum