Only Darkness
Seja bem vindo, se você já é cadastrado faça o login para acessar o fórum, caso contrário registre-se!
Últimos assuntos
» 2014
─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  EmptyDom 5 Jan 2014 - 19:07 por AndBecker

» Chat: E ae galera, como vão?
─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  EmptyQua 16 Out 2013 - 19:13 por Anjjeperura

» Espadas, Honra e Sangue - Canto I de Allen
─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  EmptySex 6 Set 2013 - 18:16 por Rolador de Dados

» A investida do leão - Canto I de Daewron
─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  EmptyQua 28 Ago 2013 - 0:22 por Miac

» Canto II - Vous pouvez ne pas aimer l'avenir
─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  EmptySex 28 Jun 2013 - 10:35 por Stian

» Capítulo 2 - Ato II - The Choice
─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  EmptyQui 27 Jun 2013 - 18:51 por Oliveira

» Canto II - Le ciel noirci
─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  EmptyQui 27 Jun 2013 - 10:27 por Anjjeperura

» Canto II - Ma faim suce votre vie
─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  EmptyQui 27 Jun 2013 - 9:37 por Miac

» Canto II - La tête du corbeau
─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  EmptyQua 26 Jun 2013 - 18:29 por Danto

» Capítulo 3 - Ato III - Numb
─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  EmptySab 15 Jun 2013 - 10:21 por Miac

» ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ Segredos do Avatar. ─
─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  EmptySex 14 Jun 2013 - 1:57 por Danto

» ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ Despertando Através do Oculto. ─
─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  EmptySeg 10 Jun 2013 - 17:57 por Anjjeperura


─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Fractius em Ter 23 Abr 2013 - 21:56



† Londres ~ Bexley ~ Casa Própria †
~ 10 de Janeiro de 2005, Segunda-Feira: ??h??min ?.?.
~ Stephen Clarke: Capítulo I, Ato I: Chamas do Passado.

~

A vida realmente é uma caixinha de surpresas... tristes. Este é o pensamento do detetive Stephen que recentemente perdeste em sua vida, algo que era o seu triunfo de vida. Ela lhe dava todo o ânimo de sua vida em trabalhar e dar o seu melhor para ela e sua esposa, como qualquer pai e marido faria para a sua família. Mas tudo foi para água a baixo, após o acidente. Acabou recebendo afastamento após o acidente, mesmo sendo um dos melhores da área o seu psicológico não era mas o mesmo de antes. A tristeza e o 'ódio' sempre subia e aflorava sua mente, seus pensamentos turbulentos lembrando de seus melhores momentos com sua pequena Anne. Com isso sua mulher Kristen sempre lhe apoiava nos piores momentos, ela também estava passando por um processo de horrores, mas ela foi mais forte e aos pouco conseguindo superar isso, mas o jovem Stephen as coisas são diferentes. Ele sente como se sua filha estivesse junto a ti, jura que em noites conseguia ouvi-la cantando, sempre a via sorrindo em seus sonhos que sempre terminavam em catástrofe, nunca conseguia salva-la em seus sonhos que acabavam virando pesadelos.

Até que sua mente ouve a palavra: “Papai... Socorro...” - Algo lhe trouxe para fora, então despertaste. Sentia uma leve dor de cabeça, estava deitado que inconscientemente a parte superior do seu corpo se ergueu. Estava totalmente soado, sua esposa ao seu lado dormia como um anjo. É, mas um dos seus pesadelos cotidianos. Precisava do seu remédio que começastes a tomar, por causa do estresse e do teor psicológico, normas do médico por causa do trauma que recebeste. Mas como é durão e é verdade ele se sentia muito bem, mas as vezes vinha a depressão. Ainda respirando um pouco ofegante, estava de madrugada, estava tudo muito silencioso. Quando então notou ao lado da cabeceira o relógio digital do despertador estava que nem maluco aparecendo vários números múltiplos e então um som, como a porta do seu quarto estava semi-aberta sentiu um vulto passando pelo corredor e o som de passos de alguém pequeno correndo e ao fundo o bater de uma porta. Estranho demais, principalmente que ao fundo do corredor era o antigo quarto de Anne.

~

_________________
~ Nossa é a sabedoria de Salomão, a magia de Merlin, a queda de Ícaro. Por incontáveis eras temos sonhado. Por infindáveis mundos temos vagado. De infinitas escolhas temos sofrido. O mundo estremece sob o conformismo sufocante, as esperanças se esvaem nas chamas da mediocridade, os heróis morrem na chama do orgulho. O Armagedom está próximo. A realidade é uma mentira. A verdade é magica. ~

† ABRE TEUS OLHOS E DESPERTA. ~ †
Fractius
Fractius
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 109
Data de inscrição : 17/03/2011
Idade : 32
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Oliveira em Qua 24 Abr 2013 - 7:19

Seu corpo se refletiu para frente ao acordar. Estava suado e uma dor fazia sua cabeça latejar. O relógio ao seu lado tinha dado defeito. Sentou na cama e concedeu ao aparelho alguns cascudos de leve antes abrir a gaveta e apanhar seu remédio. Tinha tido outro pesadelo, mais um desde o acidente. Sua vida se resumia a pesadelos, dores de cabeça e remédios. Estava afastado do cargo por ideia daquele terapeuta. Sua vida tinha dado uma reviravolta incrível. O homem que era, agora se resumia em um homem que sorria para os outros enquanto o coração chorava por dentro. Kristen era quem o fazia seguir em frente. Ela tinha conseguido passar por aquela situação mais rápido que ele e agora o ajudava com sua recuperação, que era lenta mas contínua. Aos poucos iria voltar a ser quem era, mas algumas coisas já mudaram como o fato de ter adquirido gosto por doces, assim como sua princesinha tinha. Era algo que a trazia para perto dele, fazendo-o se sentir como antes, assim como o trabalho fazia. Meses se passaram até que conseguiu voltar ao trabalho. E realmente fazia bem ao jovem, que se jogava em um caso com mais afinco do que antes. Mas o aumento em sua devoção tinha se tornado preocupante para o terapeuta, que o deu uma licensa para se recuperar. O mesmo terapeuta a que fora obrigado a ir à pedidos do delegado. Agora tudo o que tinha era sua esposa, doces e futebol pela TV.

Já estava com o copo em mãos, quando ouviu um barulho e um vulto correndo pelo corredor. Mesmo em estado sonolento, seus reflexos eram rápidos por natureza. Panhou a pistola que guardava debaixo do amontoado de meias da segunda gaveta de sua cabeceira e foi até a porta. Devagar, deu uma espiada e saiu pela porta com a arma em guarda. O vulto tinha ido para o quarto de Anne, assim como Stephen que andava cautelosamente com a arma apontada para sua frente.
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Fractius em Qua 24 Abr 2013 - 15:57

~

Stephen podia sentir as dores de cabeça. Após as pancadas no relógio digital os números parou marcando 3h:33min A.M. O jovem começou a remexer em sua gaveta e em baixo de algumas roupas estava sua Glock 17. Tempo que não pegava em sua arma após o seu afastamento na delegacia. Ela estava destravada e pronta para uso. Podia se levantar de vagar até a porta, deu até tempo de dar uma leve olhada para trás e notar que sua esposa dormia como um anjo. A porta range de vagar quando o detetive abre mais um pouco para avaliar o corredor. Podia notar o silêncio e a escuridão em ambos os lados. Uma leve brisa gélida transpassa pelo corredor, Stephen pôde sentir quando saiu de seu quarto. Podia sentir o assoalho do corredor bem gélido em seus pés descalços. Cada passo era mantido o silêncio, todo controle era essencial para não fazer um barulho e se realmente tiver alguém em sua casa, não quer ser a presa e sim o 'predador'. O corredor parecia infinito, você se sentia meio estranho, tonto um pouco... As paredes o lugar aos pouco ficavam meio que distorcidos... Muito surreal isso. Seria a falta do remédio em seu organismo ? Mas um dos problemas psicológicos ? Stephen fechava seus olhos pela dor, quando então se sentiu melhor e os abriu podia notar estar em frente a porta do quarto de Anne e tudo estava normal de novo. Antes mesmo de tocar na maçaneta ela se abre sozinha e bem de vagar rangindo. Estava com sua arma a frente apontada novamente. Nada de errado aparentemente só a brisa gélida aumentada e a janela do quarto aberta fazendo a cortina branca balançar conforme o vento adentra ao quarto. Pelos seus olhos há ninguém no quarto. Um leve cala-frio começa a percorrer pelo corpo do jovem, algo muito estranho e sensitivo demais.

~

_________________
~ Nossa é a sabedoria de Salomão, a magia de Merlin, a queda de Ícaro. Por incontáveis eras temos sonhado. Por infindáveis mundos temos vagado. De infinitas escolhas temos sofrido. O mundo estremece sob o conformismo sufocante, as esperanças se esvaem nas chamas da mediocridade, os heróis morrem na chama do orgulho. O Armagedom está próximo. A realidade é uma mentira. A verdade é magica. ~

† ABRE TEUS OLHOS E DESPERTA. ~ †
Fractius
Fractius
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 109
Data de inscrição : 17/03/2011
Idade : 32
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Oliveira em Qui 25 Abr 2013 - 10:36

O sono e a grande dor de cabeça que sentia estavam deixando o homem tonto, fazendo-o ver paredes se fechando e o mundo girar. Tateando a parede do corredor que parecia nunca, fechou os olhos para tentar dissipar aquela sensação, até que abriu os olhos e já estava na porta do quarto. A arma empunhada à sua frente estava pronta para ser usada em quem estivesse ali, pois deveria ter alguém ali. Abriu a porta para se deparar com nada além do que um quarto vazio. Verificou tudo e não conseguiu deixar de olhar as coisas de sua Anne. Saudade avançava para cima de Stephen enquanto olhava os brinquedos e desenhos da filha. A grande maioria tinha sido doada por eles para crianças menos favorecidas, mas as que tinham alguma história a mais tinham ficado na casa. Era um sentimento bom, diferente dos que atormentavam o detetive no começo, talvez estivesse no caminho certo para a recuperação. Sorrindo para si mesmo, foi fechar a janela para depois voltar ao seu quarto e tentar dormir novamente.

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Fractius em Qui 25 Abr 2013 - 17:24

~

Era uma sensação de saudade e angustia ao mesmo tempo. Não tinha ninguém realmente. A saudade batia forte em seu peito, uma dor que parece nunca sarar. Era normal as lágrimas descerem levemente de seus olhos. Principalmente olhando os desenhos coloridos feitos por Anne, na verdade rabiscos meigos de uma criança que tinha nove anos. - Caminhou até a janela, a brisa transpassa seu corpo até o momento em que ela é fechada. Ficando apenas o silêncio... até que você ouve a voz de Anne vindo de trás: ─ Não se preocupe papai... Eu te amo. - A sensação agora foi como de uma estacada em seu coração em ouvir a voz de sua filha. É impossível. Nitidamente olhou para trás e não tinha nada... Seria a falta de remédios em estar ouvindo essas coisas ? Agora só estava olhando seu próprio reflexo no espelho do quarto que pertenceu a sua falecida filhinha. Caminhou de vagar e um pouco 'apavorado' em seus nervos por esta sensação. Como se ela estivesse ali, mas ao mesmo tempo não. Até o cheiro no quarto era dela, tudo pertencia a Anne aquele momento. Então algo lhe chamou atenção. Uma sombra de pé, surgiu em suas costas. Parecia ser de um homem adulto. Pôde notar a sombra se aproximando de leve através do reflexo do espelho. Quem seria ? Um cala-frio consome todo o seu corpo.

~

_________________
~ Nossa é a sabedoria de Salomão, a magia de Merlin, a queda de Ícaro. Por incontáveis eras temos sonhado. Por infindáveis mundos temos vagado. De infinitas escolhas temos sofrido. O mundo estremece sob o conformismo sufocante, as esperanças se esvaem nas chamas da mediocridade, os heróis morrem na chama do orgulho. O Armagedom está próximo. A realidade é uma mentira. A verdade é magica. ~

† ABRE TEUS OLHOS E DESPERTA. ~ †
Fractius
Fractius
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 109
Data de inscrição : 17/03/2011
Idade : 32
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Oliveira em Sab 27 Abr 2013 - 20:55

Seus nervos já estavam a flor da pele só por estar naquele quarto vendo as coisas de sua filha, sentindo seu cheiro. Ouvir sua voz e sentir como se alguém estivesse no quarto só intensificava mais seu nervosismo. Rodou o quarto com os olhos procurando pela origem da voz, mas só viu a si mesmo no espelho, olhando para um homem que uma vez já foi o grande detetive da cidade, alguém que era respeitado até mesmo pelos meliantes que ajudava a prender. Mas dentro daquele reflexo só conseguia ver um homem quebrado e agora assustado pela situação. Fechou seus olhos e os apertou com a mão livre, tentando refrear mais lágrimas que haviam se tornado tão frequentes em sua vida. Não conseguia entender por que não conseguia seguir em frente depois de tanto tempo, era como se alguma ligação muito poderosa estivesse impedindo ele de viver. Claro que nunca poderia esquecer sua filha, mas já tinha se passado tempo demais e era tempo de conseguir superar e aceitar isso. Sua filha não voltaria, mas estaria sempre em sua memória. E Stephen sabia disso, mas algo em seu interior parecia não querer que ele seguisse com sua vida. Abrindo seus olhos, deu de cara com o espelho, mas dessa vez havia um vulto atrás dele e se aproximando. De certo suas habilidades policiais não tinham se abalado como seu psicológico. Virando-se rapidamente para ficar de frente com o invasor, curvou o braço esquerdo à frente e o fez de suporte para o braço direito que segurava a arma já apontada para frente, então disse com a voz forte e séria.

- Melhor ficar parado, ou vou fazer você entender por que não deveria ter entrado em minha casa, especialmente nesse quarto.

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Fractius em Seg 29 Abr 2013 - 9:40

~

Parece que a vida esteja brincando com sua mente. A falta de Anne em sua vida realmente abalou demais os conceitos do detetive. As lágrimas desciam conforme seus pensamentos e sensação de que Anne ainda estivesse junto a ti. Isso estava lhe deixando maluco. Quando então notaste a sombra, mesmo muito tempo fora de ação, seu reflexo estava no auge. Quando se virou falando e apontaste sua arma... mas para quem ? Não tinha ninguém no quarto. O que estaria acontecendo ?

Quando então uma voz triste de um homem aparentemente ecoou por todo o quarto: ─ Não precisa temer-me senhor Stephen. Eu sei da dor que sente. E sua filha esta bem. Não se preocupe... Tem que seguir em frente. O seu destino esta interligado ao meu. Então ouve um som grasnar vindo de trás. Parecia um pássaro. Quando então em reflexo se virou e mais uma vez estava de frente para aquele maldito espelho. E pelo espanto do que estava vendo agora nitidamente o forçou a dar dois passos para trás. Você estaria louco ou era mais um sonho ? Podia ver um homem bem atrás de você, de pé, parecia usar uma maquiagem ao rosto, era uma expressão de tristeza, ele tem um olhar muito distante. E ao ombro dele tinha um pássaro negro pousado, era um corvo. Fora vários flocos de luzes brancas brilhando dentro do espelho.

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  3131761134_1_2_PIkXrGfQ
─ Homem Misterioso. ─

Olhou para trás mais uma vez e nada. Voltou a olhar para o espelho e o homem lhe olhava com um olhar frio e triste ao mesmo tempo. Trajando um sobretudo de couro de cor negra. O que esta acontecendo e o 'homem' volta a dizer: ─ Não se preocupe... Você não esta ficando maluco. Com o tempo você vai notar melhor. Eu sempre estive com você. Só agora esta começando a perceber. E antes que pense... não vou lhe fazer mal. Assim eu estaria... - Ele pausa de falar pois o vidro se estilhaça todo e alguns cactos voam na direção de Stephen nitidamente protegendo seu rosto com os braços. Sente as dores de corte e seu corpo foi projetado em cima da cama de Anne. Logo sente uma mão lhe empurrando e uma voz bem ao fundo de sua consciência: ─ Amor... amor... amor... - Quando então desperta do sono. Agora pode ver ao seu lado sua esposa lhe sacudindo com um rosto de preocupada: ─ Outro pesadelo amor ? Tomou seus remédios ? Estava se debatendo, me assustei e lhe acordei. Tudo bem querido ? Podia notar, estava claro lá fora. E o mais estranho sente uma leve dor em seus braços e marcas leves de cortes e estilhaços de vidro e está sangrando um pouco. Sua esposa ainda não notou o leve sangue que desce de seus braços. O que aconteceu ? Sonho... ? Muito estranho tudo isso. E quem era aquele cara ? E em sua consciência você o ouve novamente: "Não se preocupe... Não esta ficando louco..." - Em seguida um grasnar alto que lhe incomodou bastante agora sua audição. Sua mulher só agora nota o sangue e arqueia as sobrancelhas e uma expressão facial sem entender com o sangue em seus braços.

~

_________________
~ Nossa é a sabedoria de Salomão, a magia de Merlin, a queda de Ícaro. Por incontáveis eras temos sonhado. Por infindáveis mundos temos vagado. De infinitas escolhas temos sofrido. O mundo estremece sob o conformismo sufocante, as esperanças se esvaem nas chamas da mediocridade, os heróis morrem na chama do orgulho. O Armagedom está próximo. A realidade é uma mentira. A verdade é magica. ~

† ABRE TEUS OLHOS E DESPERTA. ~ †
Fractius
Fractius
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 109
Data de inscrição : 17/03/2011
Idade : 32
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Oliveira em Qui 2 Maio 2013 - 10:50

Acordou com sua mulher empurrando seu corpo, nitidamente assustada. Mas não tão assustada quanto ele, o sonho se tornou tão real quanto os outros. Ainda podia sentir o cheiro do quarto de Anne, o frio gélido que entrava pela janela e principalmente a presença sombria daquela figura ainda mais sombria. Os olhos negros do corvo e seu grasnar ainda estavam frescos em sua mente, assim como a feição triste do homem misterioso. Respirava rápido e seu coração batia disparado. Tentava acalmar sua esposa e a si mesmo, mas ambos perceberam a ferida no braço de Stephen. Sem querer alarmar Kristen ainda mais, tentou disfarçar o episódio com a voz um pouco tremula.

- Estava sonhando com uma floresta e de repente aqueles monstros que vimos no filme ontem começaram a atacar a floresta e pequena vila onde eu estava. Devo ter me cortado na cama enquanto corria para me salvar. Acho que esses doces estão me deixando agitados de mais.

Esboçou um sorriso para ela e sentou-se na cama, calçando suas sandálias. Era uma característica curiosa do detetive. Conseguia disfarçar uma situação, assim como seus sentimentos, com humor. Era realmente raro alguém presenciar Stephen contando seus problemas ou amuado em um canto escuro. Deu um beijo em Kristen dizendo para que voltasse a dormir e que iria comer algo. Levantou-se e seguiu até a porta, mas ao passar pelo portal e fechar o quarto ouviu o grasnar de um corvo e a voz do homem sombrio ecoou em sua mente. Paralisou com a mão na fechadura. Então tinha sido real, não tinha sido um sonho. Olhou para os lados no corredor procurando pela origem da voz e seus olhos pararam na porta do quarto de sua filha. "Se não estou ficando louco, vou descobrir que palhaçada é essa! Com sua determinação para resolver mistérios, tomou o caminho do quarto de Anne com certo receio do que iria descobrir.

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Fractius em Qui 2 Maio 2013 - 17:04

~

Seu corpo e alma estava mas tranquilo do que muitas noites. Talvez seja pela simples e nova motivação da noite anterior. Mas sua mente ainda estava atrapalhada querendo compreender e como seus braços estavam com as marcas dos cortes dos sonhos. Parecia tão real, mas será que foi tudo verdadeiro e não era um sonho ? É muito complicado em acreditar. Após que sua filha faleceu, o detetive teve muitos problemas, só pode ser outro surgindo ou os antigos se agravando. Só pode. E amanheceu com uma fome, mas por doces. Isso lhe confortava e tinha tempo que não comia alguns deles.

Sua esposa apenas desenhou um leve sorriso de lado. Podia ver ao rosto belo da mesma que refletia as feições de sua filha. Então ela dizia: ─ Certo meu amor. Tome um banho para relaxar. Vou preparar o nosso café da manhã. - Ela se levantou primeiro que Stephen e foi em direção a saída. Ela traja uma calcinha branca, junto de uma camiseta da mesma cor com a alça direita caída de leve ao ombro. Sua mulher era jovem ainda, uma delícia de mulher. Mas sua mente não conseguia pensar nisso, mesmo que desejasse. Podia ver enquanto ela saía e antes se virava e mandava um beijo para o mesmo com um sorriso para que pudesse se sentir melhor. Logo era virava para a esquerda pegando sentido a ir para o primeiro andar.

Tocou na maçaneta o leve cala-frio percorreu em todo o seu corpo. Ouviu o som do grasnar. Então o detetive seguiu diretamente para o quarto de sua pequenina Anne. Chegando lá para a surpresa do mesmo... Estava tudo normal. Janela fechada o espelho inteiro e a cama totalmente organizada junto aos ursos e bonecas da mesma. Quando dava uma leve ronda podia ver tudo tranquilo até o momento de um som que cortou sua concentração. Era um grasnar e vinha da janela. Quando olhou podia ver um corvo posado na mesma. Ele grasna mas uma vez e dava leves bicadas no vidro da janela. Quando se distraiu pisou em algo. Quando observou era um caco de vidro e pontudo. Se não tivesse de sandália, poderia ter furado o pé.

O que esta acontecendo. Um corvo ? E logo em sua mente uma voz. A mesma de seu 'sonho' anterior: ─ Não se preocupe... Logo estaremos juntos. Você esteve adormecido por muito tempo Stephen. Aos pouco está despertando para o verdadeiro Uno o caminho da transcendência. E ontem, talvez possa ter sido um sonho. Mas eu estava lá. Seu corpo treme, pode me ver agora e pode me sentir. Estou errado ? E lembre-se... não sou uma assombração. - Quando então observa o corvo no reflexo mesmo do vidro pode ver atrás de você o homem de ontem em pé atrás de ti como se sussurra-se em seus ouvidos. Seu corpo tremia sem sentido, podia sentir o calor ao seu lado esquerdo, mas não tinha ninguém.

~

_________________
~ Nossa é a sabedoria de Salomão, a magia de Merlin, a queda de Ícaro. Por incontáveis eras temos sonhado. Por infindáveis mundos temos vagado. De infinitas escolhas temos sofrido. O mundo estremece sob o conformismo sufocante, as esperanças se esvaem nas chamas da mediocridade, os heróis morrem na chama do orgulho. O Armagedom está próximo. A realidade é uma mentira. A verdade é magica. ~

† ABRE TEUS OLHOS E DESPERTA. ~ †
Fractius
Fractius
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 109
Data de inscrição : 17/03/2011
Idade : 32
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Oliveira em Sex 3 Maio 2013 - 15:16

Meio desnorteado com aquele corvo lhe olhando pela janela, deu um passo a frente e acabou pisando em um pedaço de vidro. Abaixou-se para pegar o vidro estilhaçado e percebeu que seu mão tremia levemente, aquilo estava assustando ele mais ainda. Empunhou o pedaço como arma e seguiu até a janela para abri-lá, mas parou no meio do caminho quando olhou para o caco e viu o reflexo do homem misterioso mais uma vez atrás dele. Sentia a presença do ser e mais uma vez a voz triste ecoou em sua mente.

"Despertar? Mas eu to acordado... Ou será que é outro pesadelo? Meu Deus, Meu Deus... Se for eu preciso de mais doces pra aguentar isso."

Seu coração estava tão disparado que parecia que ia sair de seu corpo, era até possível ouvir as batidas compassadas. Sem saber em qual mundo estava voltou até a porta e tentou ouvir sinais de Kristen lá da cozinha para então fechar a porta. Em seguida foi até a janela e a abriu, deixando espaço para o corvo fazer o que queria. Não sabia o que diabos estava acontecendo, mas se fosse um sonho se sentiria muito menos idiota de falar sozinho com um corvo e um fantasma.

- Vamos lá. O que está acontecendo aqui... Corvo?

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Fractius em Sex 3 Maio 2013 - 21:21

~

Tudo aquilo era um mistério apenas você e sua mente pode descobrir o que esta acontecendo. Se aproximou de vagar da porta e a fechou, nenhum sinal de sua bela esposa ao corredor. Mesmo de dia ele é bem escuro, as trevas cobriram sua casa após a morte de Anne. Só pode.

Ao abrir a janela o corvo lhe olhou e grasnou mais uma vez e então voou, podia vê-lo decolar e posando em um balanço que você fez para Anne usando um pneu de carro, preso na árvore nas proximidades de sua casa. Lá ele grasnava e olhando para você e então de trás da árvore saía o homem de sobre-tudo e maquiagem exótica ao rosto, logo o corvo posa ao ombro do mesmo. Ele apenas lhe olhava e sua mente ouvia a mesma voz.

"Não tenha medo... Siga-me... Vou lhe mostrar o caminho. Você precisa viver e para isso vou aliviar o seu coração e espírito."

A voz seguia em seus pensamentos deixando um leve cala-frio em resposta... Então o corvo decolava novamente e pairava em cima do seu carro e mais um grasnar. Como se estivesse a lhe convidar. Mas para onde ? Era muito surreal para ser verdade. Em um leve piscar de olhos que deu o homem de pé tinha sumido conforme o vento dança tocando a sua pele gélida. Ainda com o caco de vidro em mãos e podia mais uma vez notar o homem através do reflexo do mesmo. Sempre com uma expressão mórbida ao rosto. Você podia senti-lo, como se ele estivesse ali e ao mesmo tempo não tinha ninguém.

Ouvia a voz de sua amada cortando seus pensamentos e a sensação estranha desaparecendo. Não era ruim, porque nesses sentimentos, você sentia o cheiro doce de sua filha e ao mesmo tempo de uma profunda tristeza.

─ Amor... Já esta pronto... Você não desceu ainda. Vai esfriar. Fiz panquecas!.

O caco de vidro não havia mas reflexo, apenas o seu e nada mais. E o corvo lá em baixo estava parado em cima do porta-malas e mas uma vez grasnava para o detetive.

~

_________________
~ Nossa é a sabedoria de Salomão, a magia de Merlin, a queda de Ícaro. Por incontáveis eras temos sonhado. Por infindáveis mundos temos vagado. De infinitas escolhas temos sofrido. O mundo estremece sob o conformismo sufocante, as esperanças se esvaem nas chamas da mediocridade, os heróis morrem na chama do orgulho. O Armagedom está próximo. A realidade é uma mentira. A verdade é magica. ~

† ABRE TEUS OLHOS E DESPERTA. ~ †
Fractius
Fractius
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 109
Data de inscrição : 17/03/2011
Idade : 32
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Oliveira em Sex 3 Maio 2013 - 21:57

Com os olhos seguiu a ave negra pairar no balanço de sua filha, onde ficou encarando o jovem e grasnando até o homem misterioso aparecer atrás do corvo. A voz mais uma vez atingiu seus pensamentos, mas dessa vez chegou em seu coração também.

"Não tenha medo... Siga-me... Vou lhe mostrar o caminho. Você precisa viver e para isso vou aliviar o seu coração e espírito."

O corvo voou para o carro de Stephen e pousou no porta-malas grasnando sem parar. A fala do homem ainda ecoava na mente dele, fazendo Stephen ficar parado olhando para o corvo por um bom tempo. O homem já tinha sumido novamente. O grasnar da ave fez o jovem se libertar de seu transe, olhou para o vidro em suas mãos e lá estava a figura sombria. Mas o que era aquilo tudo? Aquele homem, o corvo, despertar e... o caminho para aliviar o coração e espirito. A voz de Kristen se fez ouvir da cozinha e em um segundo de distração o homem sumira do vidro novamente. Balançou a cabeça negativamente enquanto sua mão afagava seus cabelos. Iria deixar aquilo de lado, era um principio de loucura, só podia ser. Decidiu pensar naquilo como uma peça pregada pela mistura de remédios e doces. Inconscientemente pôs o caco de vidro dentro do bolso da jaqueta e desceu para comer. Mas era difícil esquecer aquela série de absurdos. Enquanto comia e fingia ouvir os relatos da mulher sobre novelas, seus pensamentos se perdiam nas palavras do homem.

"Não tenha medo... Siga-me... Vou lhe mostrar o caminho. Você precisa viver e para isso vou aliviar o seu coração e espírito."

Não tinha como, aquilo havia mexido com ele e não poderia negar. Tinha uma chance de aprender a viver novamente, mesmo que fosse um atalho para a loucura completa ele precisava tentar, afinal não poderia viver abraçando uma perda irreparável. "Aliviar seu coração e espírito" tinha sido a chave para tudo, o que ele precisava escutar para ser convencido a continuar com essa insanidade. Absorto nessa ideia, foi até sua mulher e a beijou para então dizer:

- Estou indo dar uma caminhada, dizem que é bom para esparecer. Não pretendo demorar.

Pegou as chaves do carro e foi para sabe-se-lá-onde aquele corvo o guiaria.

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Fractius em Dom 5 Maio 2013 - 17:23

~

Realmente a frase não saía da sua cabeça. Então caminhou até a cozinha, podia sentir o maravilhoso cheiro das panquecas, suco de laranja e alguns biscoitos doces. E ao lado suas pírolas do seu remédio ao lado da água. Sua esposa lhe recebeu com um doce e molhado beijo em seu lábio. Ela sorriu, mas estranho seu querido marido estar com a mente bem o longe e perguntou.

─ Que lhe preocupa amor... ?

Ela desenha um sorriso de desentendida ao rosto e se senta de frente a sua cadeira. Esperando a resposta, mas aquela frase mas uma vez chacina em sua mente. Começou a comer tranquilamente, mas sua esposa ainda aguardava respostas. Então nota na janela atrás de sua esposa o corvo posando. Ele fica olhando tudo e grasna novamente. Sua esposa apenas fez uma expressão ao rosto de estranhamento e esfregou suas mãos aos braços como se estivesse com frio e ela disse.

─ Estranho... Senti um cala-frio estranho. Sensação esquisita Stephen. Sentiu isso ? Ou é impressão minha ?

Ela simplesmente sorriu e começou a comer como se nada de anormal estivesse acontecido. Percebeu que aparentemente ela não ouviu o grasnar do corvo. Mas ela olhou para trás em direção ao corvo, fitou por alguns segundos e voltou a lhe olhar e dizia enquanto falava em caminhar.

─ O que tanto olha pra janela meu querido... E caminhar... ? Acho que seria uma boa... Antes tome seus remédios. E se quiser, posso lhe fazer companhia. O que me diz meu amor ?

Ela lhe olhava totalmente feliz, pois seu marido em fim esta saído de sua 'casa'. Raridade em sair deste local. E vindo diretamente dele, foi uma surpresa para sua amada. E a frase mais uma vez martela em seus pensamentos.

~

_________________
~ Nossa é a sabedoria de Salomão, a magia de Merlin, a queda de Ícaro. Por incontáveis eras temos sonhado. Por infindáveis mundos temos vagado. De infinitas escolhas temos sofrido. O mundo estremece sob o conformismo sufocante, as esperanças se esvaem nas chamas da mediocridade, os heróis morrem na chama do orgulho. O Armagedom está próximo. A realidade é uma mentira. A verdade é magica. ~

† ABRE TEUS OLHOS E DESPERTA. ~ †
Fractius
Fractius
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 109
Data de inscrição : 17/03/2011
Idade : 32
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Oliveira em Seg 6 Maio 2013 - 20:34

Sua mulher se entusiasmou mais do que Stephen havia pensado e poderia estragar os planos dele. Mal ela sabia que sua "caminhada" não tinha o propósito que imaginava, talvez até tivesse, mas de um modo diferente. Para não contrariar e deixa-lá desconfiada, pegou o remédio e tomou a dosagem certa. Mal tinha engolido a pílula e a última frase de Kristen quase fez com que engasgasse com o comprimido. Ela não podia nem imaginar que ele estava indo atrás de um corvo que apareceu em seus sonhos e que agora estava em cima de seu carro "esperando" por ele. Foi até ela, deu-lhe um beijo e se despediu sorrindo.

- Não precisa, agradeço a oferta de companhia mas acho que já está na hora de dar alguns passos sozinho. Como disse não devo demorar.

Girou as chaves no dedo e esperou alguma resposta. Foi até o armário, pegou um pacote de jujubas e saiu da casa fechando a porta antes que ouvisse algum sermão sobre vicios e diabetes. Deixou-se ficar mais sério, porque era assim que tratava aquela situação inusitada, e foi até seu carro onde o corvo o levaria para um destino desconhecido.

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Fractius em Qua 8 Maio 2013 - 16:04

~

Sentiu na pele que sua esposa ficou um pouco mal em negar companhia para esta manhã bonita em Londres. Mesmo assim ela deu um sorriso muxo ao receber o leve beijo e ouvir suas palavras:

─ Tudo bem querido... Você tem razão. Espero que no próximo eu possa fazer parte de sua companhia, tempo que não fazemos nada juntos. Apenas isso... Antes de tudo vista o casaco, pois lá fora esta frio. Diferente daqui de dentro. Se cuida e não volte tarde. Vou preparando o almoço então.

Era o último pacote de jujubas. Anne adorava elas e você agora as ama também e isso faz lembrar sua pequena preciosidade que foi morta por um acidente. Isso era lamentável e inaceitável para Stephen, talvez seja até este dia.

Realmente sua esposa começou o sermão para ter cuidado com a diabete e o vício por doces. Realmente sente que esta ficando, mas era bom e algo que não tinha controle. Ao lado de fora podia sentir o frescor tocar a sua pele, a claridade do sol estingue por todos os lados. Estava sentindo o momento até que mais um grasnar. Quando nota a criatura posado em cima do capô do seu carro e bicando de leve o vidro da porta do motorista. Como se lhe chamasse e mais uma vez a voz repetia as palavras em seu consciente:

"Não tenha medo... Siga-me... Vou lhe mostrar o caminho. Você precisa viver e para isso vou aliviar o seu coração e espírito."

~

_________________
~ Nossa é a sabedoria de Salomão, a magia de Merlin, a queda de Ícaro. Por incontáveis eras temos sonhado. Por infindáveis mundos temos vagado. De infinitas escolhas temos sofrido. O mundo estremece sob o conformismo sufocante, as esperanças se esvaem nas chamas da mediocridade, os heróis morrem na chama do orgulho. O Armagedom está próximo. A realidade é uma mentira. A verdade é magica. ~

† ABRE TEUS OLHOS E DESPERTA. ~ †
Fractius
Fractius
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 109
Data de inscrição : 17/03/2011
Idade : 32
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Oliveira em Qua 8 Maio 2013 - 18:45

Ajeitando o casaco enquanto segurava o pacote de doces com a boca, foi até onde o carro estava estacionado. O corvo ainda não tinha parado de grasnar desde que saiu voando do quarto. Quando chegou até seu automóvel, não sabia se simplesmente entrava no carro ou abria a porta para o corvo entrar. Nem mesmo sabia como ele iria guiá-lo.

"Que diabos estou fazendo?? Isso é loucura!!"

Ficou um tempo encarando o corvo para ver o que iria fazer, mas então decidiu entrar e dar a partida. Estava confuso, não tinha ideia do que iria acontecer e muito menos de onde iria parar, mas aquela loucura tinha que acabar. E se não fosse uma loucura, que pelo menos chegasse até seu tão aguardado objetivo. Pegou, então, o espelho no bolso e disse meio receoso:

- Já estou no carro, me mostre logo esse bendito caminho ou deixe-me em paz!!

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Fractius em Qua 15 Maio 2013 - 13:45



† Londres ~ Kensington e Chelsea ~ Cemitério de Kensal Green †
~ 10 de Janeiro de 2005, Segunda-Feira: 11h47min A.M.
~ Stephen Clarke: Capítulo I, Ato II: A Essência do Corvo.

~

Assim que entra em seu carro o corvo grasna mais uma vez e começa a voar. Pedindo para que o seguisse. Seguia a estrada, tinha que estar atento ao trânsito e ao mesmo tempo no corvo. Pior que Stephen as vezes o perdia de vista, mas ao ouvir o grasnar ao fundo de sua alma, sabia pra onde tinha que ir, como se o instinto dentro de si o guiasse para o local certo. Atravessou vários bairros até que chegou em um dos distritos mais chiques de Londres, K&C. Então o corvo pousou no topo do portão de aço escuro. Quando você nota que é o cemitério de Kensal Green, o mesmo onde sua querida filha Anne foi enterrada.

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Opt-1295536372_main
─ Cemitério de Kensal Green ─

O portão estava aberto, podia notar algumas pessoas entrando e saindo. Todas elas com expressões mórbidas por causa de seus antepassados ou parentes mortos. Este lugar deixa o detetive um pouco tenso. Começa a lembrar do velório de sua pequenina, as emoções, mas sua mente é cortada por mais um grasnar. Quando olha o corvo estava te olhando e logo começa a voar a dentro do lugar e ouvia em seus pensamentos, desta vez era a voz de Anne:

"Não tenha medo papai siga o meu amigo... Fico feliz que veio até o meu encontro... Sinto saudade de vocês.Te amo...

Tudo mexia nos sentimentos do rapaz. Nada disso poderia ser real, só podia realmente estar ficando louco. Mas... se isso fosse a realidade ? De qualquer forma já estava aqui mesmo e iria ver no que vai dar tudo isso. Pegava a única estrada principal a qual onde passava os carros. Podia ver o pássaro ao longe e pousando em uma das várias árvores do local. Parando ao lado de uma das lápides, até que tinha perdido de vista a ave. Então um som no porta-malas de seu carro, fazendo seu reflexo reagir no ato, era o pássaro em cima lhe olhando e em seus pensamentos mais uma vez a voz de sua querida filha:

"Papai... Venha... Venha... Papai... Saudades..."

Após sentir sua filha em seus pensamentos a ave agora sobrevoa para dentro das lápides. Ali só poderia acompanhar a pé. Você saiu as pressas do carro e seguiu o pássaro, que depois de minutos sobrevoando, lá estava ela... pousada sobre a lápide de sua filha. Ali era um local tranquilo o solo era totalmente gramado, bastante árvores, possui até um banco e madeira. Você estava no local... E agora ? Você tinha a impressão de ouvir vozes vindo dos ao redores... Era cochichos e não conseguia entender quem era, pois eram vozes diversificadas.

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Highgate-Cemetery-Laburnum

~

_________________
~ Nossa é a sabedoria de Salomão, a magia de Merlin, a queda de Ícaro. Por incontáveis eras temos sonhado. Por infindáveis mundos temos vagado. De infinitas escolhas temos sofrido. O mundo estremece sob o conformismo sufocante, as esperanças se esvaem nas chamas da mediocridade, os heróis morrem na chama do orgulho. O Armagedom está próximo. A realidade é uma mentira. A verdade é magica. ~

† ABRE TEUS OLHOS E DESPERTA. ~ †
Fractius
Fractius
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 109
Data de inscrição : 17/03/2011
Idade : 32
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─  Empty Re: ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ A Penumbra & Um Mundo de Sonhos. ─

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum