Only Darkness
Seja bem vindo, se você já é cadastrado faça o login para acessar o fórum, caso contrário registre-se!
Últimos assuntos
» 2014
Dom 5 Jan 2014 - 19:07 por AndBecker

» Chat: E ae galera, como vão?
Qua 16 Out 2013 - 19:13 por Anjjeperura

» Espadas, Honra e Sangue - Canto I de Allen
Sex 6 Set 2013 - 18:16 por Rolador de Dados

» A investida do leão - Canto I de Daewron
Qua 28 Ago 2013 - 0:22 por Miac

» Canto II - Vous pouvez ne pas aimer l'avenir
Sex 28 Jun 2013 - 10:35 por Stian

» Capítulo 2 - Ato II - The Choice
Qui 27 Jun 2013 - 18:51 por Oliveira

» Canto II - Le ciel noirci
Qui 27 Jun 2013 - 10:27 por Anjjeperura

» Canto II - Ma faim suce votre vie
Qui 27 Jun 2013 - 9:37 por Miac

» Canto II - La tête du corbeau
Qua 26 Jun 2013 - 18:29 por Danto

» Capítulo 3 - Ato III - Numb
Sab 15 Jun 2013 - 10:21 por Miac

» ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ Segredos do Avatar. ─
Sex 14 Jun 2013 - 1:57 por Danto

» ─ Capítulo I, Ato I, II e III ~ Despertando Através do Oculto. ─
Seg 10 Jun 2013 - 17:57 por Anjjeperura


Canto I - William Taylor

Ir em baixo

Canto I - William Taylor

Mensagem por Danto em Qui 25 Abr 2013 - 14:55



Paris, 12 de Março de 2011. Louvre, primeiro arrondissement. Hotel De La Tamise.


Abrir a janela e ter como plano de fundo o belíssomo Jardin de Tuileries e sobre este a imponente torre de Paris. Essa era a visão que William tinha todas as noites em que lembrava-se de abrir sua própria janela, algo que tendia a ficar cada vez mais raro, vista a rotina de treinos exigidas nas duas últimas semanas pela líder do clã Ventrue local. Algo que de certa forma, preocupava o jovem guardião do clã. Afinal, isso só poderia significar o ínico de tempos difícies... A noite do dia doze de março de dois mil e doze, começou de uma forma pouco comum. Antes mesmo do horário de treinos exaustivos que lhe eram esperados, o soar da campainha do apartamento o fez acordar. Enquanto ainda se arrumava, pode ouvir a voz de alguém do outro lado da porta, muito provavelmente uma mulher. Esta conversava com alguém, mas a porta, assim como as paredes, tratavam de abafar o som. Resultando assim na imposibilidade de compreensão da conversa que se seguia do outro lado, uma conversa de uma só pessoa (logo um telefonema). William prontamente foi capaz de arrumar-se com a velocidade que apenas os soldados de guerra eram capazes, caminhou por sua sala e atrevessou o minúsculo hall de entrada, segurando a maçaneta e em seguida, tendo a visão da mulher do outro lado da linha. Ela estava com um pequeno sorriso na face e terminando de guardar o celular em sua bolsa. Era a linda secretária da primógena.

Spoiler:

Srtª Rachel, Secretaria da Primógena Ventrue


Última edição por Danto em Qua 26 Jun 2013 - 18:30, editado 2 vez(es)

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Oliveira em Sex 26 Abr 2013 - 10:43

Acabara de acordar e teve tempo suficiente naquela noite para poder contemplar a vista de sua janela. Sem camisa, os ventos frescos da noite parisiense batiam em seu peito, enquanto William vislumbrava a paisagem da cidade. Dava para perceber porque cidade era chamada de "Cidade Luz", o jogo de luzes de Paris enfeitava a noite dando um belíssimo espetáculo iluminado. No momento em que ouviu a voz de alguém do lado de fora, imaginou que fosse para ser chamado para os treinamentos. Deixou os pensamentos sobre a cidade de lado e vestiu-se rapidamente, como o soldado preparado que era, e já se encaminhou para a entrada, passando pelo Hall e abrindo a porta para vislumbrar a bela secretária ali fora. Ao vê-lo a mulher concedeu-lhe um sorriso simples e terminando sua conversa, guardou o celular. Retribuindo o sorriso da secretária, fez um aceno e disse:

- Oh! Que surpresa boa logo cedo... O que teria de importante para mim para fazê-la vir até um humilde soldado, ó bela Rachel?

Era um tom claramente sarcástico. A jovem tinha sido importante para William nos primeiros meses em Paris, logo depois que foi mandado para a sede da Ordem na França. Foi ela quem o ajudou a se adaptar à noite parisiense e depois acabaram se tornando bons amigos. Era costume se tratarem formalmente quando estavam em trabalho, por questões da nobreza do clã e essas coisas. Mas, fora isso e o fato de serem cainitas, eram dois adultos normais que viviam suas não-vidas.

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Danto em Sab 27 Abr 2013 - 17:47

A jovem entrou sem nem olhar direito para William, caminhou pelo apartamento do mesmo, como se estivesse em sua própria residência. Tirou o "sobretudo-de-chuva", que a protegia das brisas gélidas da noite de Paris. Revelando um vestido azul escuro lindo e de comprimento comum, algo que não beirava de maneira alguma o vulgar, mas que de certa forma, a deixava linda como sempre ficava nesses vestidos simples.
-Então, ó humilde soldado, porque não te calas?!
A cainita abriu um enorme e debochado sorriso na face, caminhando até a sala em seguida. Ela era exatamente assim, uma "garota ácida e desbocada". Mas nenhum outro Ventrue a conhecia dessa forma, seria algo imperdoával tal conduta... Mas os dois já caminhavam para uma aliança de vários anos e o relacionamento desses já era mais próximo ao de "amigos mortais" do que "respeitosos nobres Ventrue".

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Oliveira em Sab 27 Abr 2013 - 18:18

Esperou Rachel passar por ele para fechar a porta. Quando se virou a mulher já estava retirando o sobretudo, revelando um simples e belo vestido azul. Na verdade ela era capaz de ficar muito bem em vestidos simples, enquanto a maioria das mulheres se vestia com sedas para poderem ficar bonitas. Ao ouvir a resposta dela, William sorriu e apontou para os sofás convidando ela a se sentar.

- Suas maneiras diante de um irmão de clã precisam melhorar, assim como esse modo de se vestir. Se um superior ver esse vestidinho simples vai ter um ataque de Toreador.

Em seguida deixou-se cair no sofá de frente para Rachel e ficou encarando ela esperando saber o por que da visita, mas então se adiantou e começou a conversa.

- Agora me diga qual é o problema... Ou veio aqui só porque tava com saudade da minha pessoa?

Fez uma cara de galã bem forçada, mandando uma piscadela para a mulher.

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Danto em Seg 29 Abr 2013 - 16:09

-Eu prefiro esses vestidos do que aqueles pedaços de pano provocativos que a Primógena usa... Tá eu sei, ela usa por motivos necessários e bem aplicados, mas são vulgares! E não ouse dizer isso à ela okay?!
A jovem resmungou enquanto virava-se para olhar diretamente para voce, mudando um pouco o ar descontraído para trazer uma informação mais preocupante para à discussão.
-Um novo Ventrue chegou na cidade, um jovem. E eu não vejo isso com bons olhos... Os antigos locais fizeram muita questão em cerca-lo em uma apresentação, isso não é comum...

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Oliveira em Qui 2 Maio 2013 - 10:24

Ajeitou-se comportadamente no sofá, tomando uma postura mais elegante e séria para ouvir os relatos de Rachel. As preocupações da mulher sobre o novo Ventrue necessitavam da atenção dele e se mostravam interessantes. Encostou o cotovelo no braço do sofá e se manteve quieto por alguns instantes enquanto pensava na questão. Um novato na cidade que já chega recebendo regalias e apresentações, até mesmo para um Ventrue isso era esquisito. Poderia ser um protegido de alguém importante ou, de modo mais alarmante, a prole de algum Ancião poderoso. Voltando sua mente para o mundo real, abaixou o braço e disse ainda um pouco distraído.

- Um novato com regalias... Isso pode ser preocupante.

Percebeu que havia pensado alto e a mulher ainda esperava uma fala dele, então olhou para ela para expor seus pensamentos com sua voz calma.

- Creio que a senhora Catherine compartilhe da mesma preocupação que nós, certo? E o que sabemos sobre esse novato parisiense? Se é motivo de precaução precisamos saber de suas influências, pretensões e do que é capaz, caso contrário podemos ser surpreendidos de forma negativa.

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Danto em Qui 2 Maio 2013 - 17:58

-Primeiro, ele é Londrino. Segundo, ele é metido à Toreador. Terceiro, ele é indicado pelo primógeno Ventrue de Londres e não me parece ser dos mais justos em suas finanças... Não sei muito bem, pode ser apenas alguma paranoia minha, mas algo me parece errado por trás de tudo isso. A Senhorita Catherine pretende coloca-lo em algum posto, por isso mesmo que eu vim rápidamente até você, ela irá precisar da sua proteção de forma única nessas próximas noites.

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Oliveira em Qui 2 Maio 2013 - 20:25

"Na mosca! Então esse novato realmente é protegido de alguém poderoso, o primogeno de Londres ainda.

Estava de olhos fechados com seus pensamentos, enquanto cutucava a testa com seu indicador. Era comum ficar viajando em seus próprios pensamentos mesmo diante das pessoas, parecia que pensava melhor com ele mesmo do que com a participação de outros. Rachel parecia ter se acostumado com essa mania, já que não falava mais nada e o deixava pensar sem pressioná-lo. Por fim, suspirou e abriu os olhos para encarar a mulher e lhe dizer:

- Pois então avise à vossa senhoria que sua proteção será feita por mim com enorme honra... Isso me interessou bastante e fiquei intrigado com a situação. O primogeno enviar alguém de sua confiança para cá, certamente não é algo bom para os Ventrues locais. Mesmo que meus juramentos e crenças me impeçam de ir contra irmãos do clã, as coisas podem esquentar por aqui. Nossa senhora faz bem em se proteger.

O clima tinha ficado tenso agora. Só de pensar em uma possível cisma dentro do clã já era de estremecer William. Tinha sido instruído pelos antigos da Ordem, que protegeríamos os Ventrues contra os outro clãs e que traição era um pecado. Mas nesse provável caso teria que escolher entre o pecado e o certo. Para amenizar os ânimos, pegou uma almofada e tacou em Rachel.

- Você também faria bem em se proteger, afinal também é uma de nós e queridinha da primógena. Se precisar de um galante guerreiro para te ajudar, estamos aí!


Última edição por Danto em Sex 3 Maio 2013 - 20:01, editado 1 vez(es) (Razão : confusão de "principe" com "primogeno" =D)

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Danto em Sex 3 Maio 2013 - 20:05

Reachel pareceu não acreditar na atitude que o soldado Ventrue acabava de realizar, a almofada caiu no chão e a mulher continuou boqueaberta como se tivesse visto algo completamente surreal e incompreensível. Segundos depois ela fechou a boca e lançou um olhar "irritado" na direção de William.
-Queridinha? Eu trabalho feito uma escrava pra ela e nem sei o que diabos seria o significado de graditão! E que ideia é essa de galante? Você é feio de dar dó!
Ela se levantou, ajeitando o vestido e olhando ao redor, deixando um pequeno sorriso em seu rosto antes de voltar a falar.
-Me proteger é?! Eu sou só uma neófita William, os antigos não se preocupam em olhar por nós...

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Oliveira em Sex 3 Maio 2013 - 21:36

Uma risada escapou quando viu a cara de surpresa da mulher, só pra depois ouvir uma resposta irritada. Fez um meneio com a mão e ainda sentado pegou a almofada de volta, ajeitando-a no sofá novamente. Jogando os braços para trás do encosto do sofá, se acomodou na mobília olhando para Rachel com um sorriso no rosto.

- Posso ser feio, mas pelo menos consigo proteger as pessoas com quem me importo daqueles que querem causar algum mal a elas. Coisa que a maioria dos bonitões do clã não conseguiria fazer. E agora? O Shrek aqui não parece tão ruim assim, né?

Deu uma piscada na direção da secretária, antes de se levantar para ficar frente a frente com ela. Podia ser um comportamento diferente para o clã do sangue azul, mas era o que caracterizava William. Sua capacidade de continuar sendo quem era quando mortal e ainda mudar para se adaptar às regras e floreios de um clã de nobres. Assim, adotando uma postura mais séria e digna de um Ventrue, olhou nos olhos dela e disse sutilmente.

- Agora falando sério, é bom tomar cuidado. Não sabemos o que nos espera nessa história toda e a preocupação dos antigos do clã só dá ênfase à minha cautela. Também preciso de mais detalhes sobre meu trabalho, como quando devo começar e o qual é meu papel.


_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Danto em Seg 6 Maio 2013 - 21:12

A jovem secretária da Primógena olhou diretamente para a face de William e deixou um pequeno sorriso simples, apenas com os lábios, se desenhar em sua expressão de algo que beirava a felicidade ou empatia.
-Você tem razão William... No fim, nos cabe a execução de nossas funções antes de qualquer outra futilidade. Mas veja bem, você precisa ir até a residência da primógena, assim que puder. Não sabemos o que poderá acontecer e nem o que poderá impludir nessas próximas noites e digamos que a sua proteção constante será muito mais do que necessária... A propria Catherie me pediu para vir aqui pessoalmente, pois ela já não confia completamente nem nos métodos mais atuais de comunicação, sabe?! A coisa tá delicada. Eu mesma, pouco sei à respeito.

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Oliveira em Dom 19 Maio 2013 - 16:10

- Se a senhora Catherine está desconfiada significa que nossas suposições podem estar corretas e essa cidade vai virar de pernas para o ar com a chegada desse Ventrue. Melhor nos fortalecemos rápido e de forma concreta. Irei me encontrar com a primógena assim que ela estiver disponível para minha presença. E também preciso que você me ajude com o francês, já que vou ter que me envolver diretamente agora seria bom que eu mesmo soubesse me comunicar.

Dirigiu à mulher um meio sorriso, como uma desculpa por sua falta de conhecimento do idioma local. Como fora mandado as pressas pela Ordem para a França, não teve muito tempo de estudar francês e desde então tem se comunicado muito pouco com as pessoas. Até mesmo quando saia para a noite parisiense tentava se comunicar com algumas poucas palavras que conheceu no país, mas era um desastre. Agora que foi chamado para a guarda pessoal da Srª Catherine teria que ser o melhor possível e saber a língua local era determinante para não cometer erros cruciais.

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Danto em Dom 19 Maio 2013 - 17:04

-Realmente, você precisa sim dominar o Francês antes de começar essa missão. Não seria muito prudente...
A jovem e bela secretária da primógena fez uma pausa e caminhou por alguns instantes pela sala, com um semblante pensativo e acabou deixando um pedaço desse pensamento escapulir em sua fala seguinte.
-Mas eu nunca ensinei nada para alguém, isso não pode dar certo...
Ao perceber o que acabara de dizer, ela olhou rapidamente para William, claramente envergonhada e surpreendentemente corada.

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Oliveira em Dom 19 Maio 2013 - 21:15

William levantou a sobrancelha sem entender o que aquilo significava. Tão estranho quanto suas palavras foi sua atitude quando percebeu ter exposto seus pensamentos. Aproveitando-se do embaraço de Rachel, mesmo sem entender muito bem o porque, retomou sua postura natural e fingindo desapontamento disse em tom claramente zombeteiro.

- Nãão... Se você não pode me ajudar, acho que estou perdido!

Mais uma vez riu das expressões que Rachel fazia. Era hilário ver uma Ventrue parecer aturdida, embaraçada ou em qualquer outro estado que não seja a frieza calculista característica do clã de sangue azul. Contendo o riso, aproximou-se mais da mulher e pôs a mão em suas costas brancas e delicadas antes de dizer em tom calmo.

- Vamos lá... Consegue ser secretária de uma primógena importante e não conseguiria ensinar um amigo a falar francês? Eu aprendo rápido, tenho certeza que vai conseguir me ajudar!

Terminou com um sorriso confiante e se afastou da mulher. Pegou uma estatueta no criado mudo e ficou brincando com ela em suas mãos enquanto se recostava na lateral do sofá e olhava para Rachel novamente.

- Voltando... Precisamos decidir quando deverei encontrar Srª Catherine. Esse é o assunto principal e o que deve ser tratado com maior importância. Como sabe, tenho total disposição para ela.

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Danto em Ter 4 Jun 2013 - 15:06

-Faremos da seguinte forma, eu lhe ensinarei durante este primeiro ano. Logo em seguida, você será apresentado à ela, certo?
A jovem sorriu de maneira descontraída e voltou a sentar-se no sofá, cruzando as pernas e logo em seguida olhando ao redor, mantendo um curto espaço para o silêncio que logo seria encolhido por sua frase seguinte.
-Mas me diga uma coisa, o que é exatamente ser um soldado Ventrue?

(Ultima ação antes do fim deste Canto)

_________________

Danto
Danto
Fundador
Fundador

Mensagens : 226
Data de inscrição : 10/03/2011
Idade : 27
Localização : Vitória ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Oliveira em Sex 7 Jun 2013 - 19:51

- Pra mim está ótimo... Quanto antes começarmos, melhor!

Falou em tom despreocupado e indiferente. Aprender o francês era essencial, mas não queria dizer que William tivesse que gostar de ficar um ano dentro do apartamento para poder aprender a lingua local. Ainda com a estatueta em mãos, pensava se era realmente necessário atrasar seu encontro com a primógena por isso, já que era bem provável que ela soubesse inglês e tivesse conhecimento da nacionalidade de William. Mas sabia muito bem que pessoas de sangue azul não gostam de ser contrariadas e se fosse para se apresentar teria que ser conforme os costumes do país e principalmente usando do francês. De repente Rachel se fez ouvir em meio aos pensamentos do Ventrue. Parou de lançar a estatueta de uma mão para a outra e a pôs sobre o criado novamente, as mãos foram para o bolso da calça enquanto formava sua resposta. Olhava para um ponto aleatório enquanto memórias de seu treinamento e instrução voltavam a tona.Quando a resposta saiu, foi mais como um pensamento alto.

- É ser o protetor daqueles que são capazes de liderar o mundo.

Olhou para Rachel antes de retornar sua explicação.

- Os Ventrues são portadores de uma liderança única e eficaz em prol do futuro da civilização, cainita ou não. Assim, não poderíamos deixar a proteção dessas pessoas para membros de outros clãs que querem a liderança para si. Então cabe a nós, soldados, a proteção desse futuro.

_________________
Estou ganhando dinheiro apenas lendo e-mails! O E-MAI está me dando esta oportunidade de ganhar dinheiro extra! O que não é nada mal, você não acha?!
http://www.e-mai.net/olivergomess
Oliveira
Oliveira
Rpgista
Rpgista

Mensagens : 72
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Canto I - William Taylor

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum